Parintins

Saiba mais e entre na festa você também.

O Festival Folclórico de Parintins, que acontece todo mês de junho no Amazonas, chega a atrair mais de 100 mil pessoas por ano e é uma das maiores celebrações regionais do Brasil. A festa que traz o folclore do boi-bumbá começou a ser encenada oficialmente em 1965 e ganhou esse nome por ser realizada na ilha de Parintins, às margens do rio Amazonas.

O grande tema da festa de Parintins é a rivalidade entre dois grupos, representados pelos famosos bois que encenam a lenda de Catirina, uma mulher simples que estava grávida e com desejo de comer língua de boi. Para satisfazê-la, seu marido sacrifica o boi favorito do patrão e acaba sendo ameaçado de morte.  Porém, um pajé ressuscita o animal, dando um desfecho feliz à história.

Os bois que animam a festa e dividem a torcida da plateia são o Garantido e o Caprichoso. O primeiro é representado pela cor vermelha e conhecido como um boi mais popular, trazendo o ritmo tradicional das músicas típicas. Já o Caprichoso é representado pela cor azul e tido como o boi da elite. As canções que o boi azul traz ao bumbódromo (uma arena com formato de uma cabeça de boi) são mais aceleradas e modernas.

A torcida de cada boi ocupa metade do bumbódromo e participa ativamente do desfile. Quando seu boi está na arena, os torcedores seguem a coreografia e apostam na animação para garantir pontos no desfile. Enquanto um boi desfila, a torcida oponente fica em silêncio absoluto, já que se um adversário vaiar, o boi perde ponto. O vencedor é escolhido por um grupo de nove jurados que avaliam itens como ritmo das baterias, evolução do boi-bumbá e coreografias.