Círio de Nazaré

Conheça a história por trás da maior e mais longa festa cristã do Brasil.

O Círio de Nazaré, realizado no mês de outubro em Belém, no Pará, mobiliza fiéis de todo o Brasil e é considerado a maior e mais longeva festa cristã do País. Este ano, comemora-se a 227ª edição dessa festividade, que costuma reunir cerca de 2 milhões de pessoas, entre religiosos e turistas. O dia mais importante da celebração é o segundo domingo de outubro, data em que a imagem da Virgem de Nazaré segue em procissão pelas principais ruas da cidade, desde a Catedral Metropolitana até a Basílica de Nazaré.

A história da Virgem de Nazaré de Belém começou em 1700, quando sua imagem foi encontrada em um igarapé e resgatada por um homem, que a levou para casa. Inexplicavelmente, a imagem voltou para o lugar de onde havia sido retirada – e isso se repetia a cada vez que a santa era levada do local. Por conta desse milagre, o povo passou a lhe fazer homenagens. No entanto, o Círio só teve início em 1973, quando a imagem retornou de Portugal, para onde havia sido enviada para ser restaurada. Quando a imagem chegou a Belém, foi acompanhada por milhares de fiéis e, então, a tradição se consolidou.

Um dos grandes símbolos dessa romaria é a corda de sisal torcido: os fiéis se aglomeram para segurá-la, pois tocá-la é uma grande prova da fé que os seguidores da Virgem de Nazaré têm e traz a eles uma grande força espiritual. Mas o ato requer também muita força física: a corda tem cerca de 400 metros de comprimento e pesa aproximadamente 700 quilos.