Carnaval

A maior festa popular brasileira é cheia de cores, sons e alegria.

Celebrado nos quatro cantos do Brasil, o Carnaval é, definitivamente, a maior festa popular brasileira. Cheia de cores e sons, a festa teve início no país com os povos escravizados no período colonial e sofreu forte influência do “entrudo”, uma folia portuguesa em que a principal brincadeira era sair às ruas para jogar água nas pessoas.

No entanto, o Carnaval é celebrado por diversos povos ao redor do mundo e trata-se de uma herança das festas pagãs realizadas na Antiguidade como forma de agradecer aos deuses pelas grandes colheitas. Na Idade Média, a festa foi incorporada pela Igreja Católica e marca os últimos dias antes da Quaresma, período de penitência em que o consumo de carne é restrito.

A folia como a conhecemos atualmente, com suas marchinhas e blocos de rua, surgiu entre as décadas de 1930 e 1950, cresceu muito e ganhou características particulares em cada região do Brasil. Mas algumas coisas permanecem clássicas, como a primeira canção escrita especialmente para o Carnaval , “Ó Abre Alas”, uma das mais entoadas até os dias atuais.

No Nordeste, a folia tem várias caras: em Salvador, são os famosos trios elétricos, criados na década de 50 pelos baianos Dodô, Osmar e Themístocles Aragão, e que passaram a animar os foliões pelo circuito Barra-Ondina. Já em Pernambuco, o frevo e seus dançarinos com sombrinhas coloridas são a expressão típica da região. Em Recife, o bloco que arrasta uma multidão é o Galo da Madrugada.

Enquanto isso, nas cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo, além dos inúmeros blocos de rua que divertem turistas de todo o País, há também os grandes desfiles das escolas de samba, na Marquês de Sapucaí e no Sambódromo do Anhembi, respectivamente.